Hiperatividade (PHDA)

Home / Hiperatividade (PHDA)

A Perturbação de Hiperatividade / Défice de Atenção (PHDA) é uma perturbação do neurodesenvolvimento das crianças que resulta de alterações no funcionamento do sistema nervoso.

As crianças com PHDA têm alguns dos sintomas indicados a seguir, podendo haver apenas défice de atenção sem hiperatividade:

– Défice de atenção: dificuldade em regular a atenção, ou seja, em permanecer atento aos estímulos que interessam e ignorar os que não interessam. As queixas típicas são a relutância em iniciar atividades que requerem concentração, interrupções frequentes, demora em concluir as tarefas e a desorganização. A dificuldade de concentração pode não ser evidente em atividades com ecrã e ação (como a televisão e os videojogos), acentuando-se nas atividades mais monótonas e menos motivantes.

– Hiperatividade: atividade motora excessiva em relação ao que era esperado para a idade; dificuldade em permanecer sentado, sossegado ou calado quando é necessário; necessidade de estar sempre em movimento ou a fazer alguma coisa. A hiperatividade não está presente em todas as crianças e diminui na adolescência.

– Impulsividade: dificuldade no controlo dos impulsos, em esperar sua a vez, passagem rápida ao ato sem antecipar as consequências. Estas características traduzem desafios nas funções de auto-regulação.

Estes sintomas são por vezes referidos como “preguiça”, “falta de empenho” ou “imaturidade” da criança.

Para além disso, muitas pessoas com PHDA têm desafios noutras funções executivas, que afetam a capacidade de planear e organizar as tarefas. A labilidade emocional, irritabilidade e baixa resistência à frustração são também frequentes.

Por ser uma perturbação do desenvolvimento, a PHDA deve manifestar-se antes dos 12 anos, podendo ser já evidente na idade pré-escolar. Para além disso, as queixas devem estar presentes em pelo menos dois contextos diferentes (como a escola e em casa) e devem ter consequências significativas no dia a dia da criança, seja do ponto de vista social, seja no desempenho académico.

Texto de: Clube PHDA